Hora do rango, é mesmo a hora mais feliz?

Depois de alguns meses de vida do seu filho, vai chegar o momento que alguém vai perguntar a você sobre a introdução de alimentos complementares. Independente se o bebê ainda está sendo amamentado pela mãe, a alimentação extra é super importante porque traz outros nutrientes para os nossos filhos.

Quando chega nessa fase, uma das primeiras perguntas que a gente se faz é: quando realmente devemos começar a dar outros alimentos? A Organização Mundial da Saúde recomenda que a introdução comece a ser feita a partir dos 6 meses de idade. Um dos pediatras que nós fomos, sem nem citar essa recomendação, tinha sugerido já começar quando ele tinha uns 4 meses. Essa é a minha primeira opinião: caso você tenha condições, não siga orientações do pediatra em relação a alimentação. Procure um nutricionista infantil.

Antecipar a introdução pode ser muito ruim para o seu filho. Ele precisa realmente estar preparado para lidar com o novo estilo de alimentação. Achei esse guia muito útil. Ele explica várias coisas sobre essa fase, inclusive alguns sinais que você deve procurar no seu filho para identificar o momento correto. De todo jeito, em geral, 6 meses tende a ser bem aceitável.

Como recomendado, Betinho começou a navegar nessas novas águas a partir do sexto mês. E vou dizer para você, não foi fácil. Como já contei, Betinho foi para a mamadeira logo cedo e ficou exclusivamente nela desde o final do segundo mês. Isso tem consequências, uma delas é que ele parou de brigar pelo alimento muito cedo. Bebês que mamam tendem a comer mais facilmente, justamente porque eles já se exercitam bastante na hora de puxar o leite da mãe.

Durante um período, não muito longo, ele comeu bem pouco no almoço e no jantar. E aí entra uma questão chave: a persistência sem o exagero. Você deve continuar tentando fazer o seu filho comer, mas tem que tomar cuidado para não exagerar e deixar de perceber quando ele NÃO quer mais. Pelo menos para mim, existem sinais óbvios: você ofereceu e ele manteve a boca fechada? quer dizer que ele não quer. Ofereceu e ele empurrou com as mãos? quer dizer que ele não quer. Ofereceu e ele virou a cabeça? quer dizer que não quer.

Betinho fez tudo isso que eu citei acima e não foi fácil deixar de oferecer. Sendo sincero, tentamos sempre respeitar, mas não desistimos fácil não, mesmo quando ele empurrava. Para mim a única restrição total era que eu não ia forçar ele a comer. A comida só entra quando ele abre a boca e vem na direção da colher. Técnicas como aviãozinho e outras brincadeiras são desencorajadas aqui em casa.

A refeição não precisa ser nada militar, mas por outro lado eu não tenho que me virar em palhaço para que meu filho coma…  O aviãozinho, muitas vezes, serve como técnica de distração para que a criança abra a boca e uma colher seja enfiada antes que a coitada perceba. Enquanto ele está sorrindo, nenhuma colher deve adentrar o espaço bucal. A nossa estratégia de relaxamento no almoço aqui é colocar música para ele. Eu tenho uma playlist do rango e como ele é muito musical, fica mais tranquilo.

Ainda faltou comentar aqui a técnica de introdução alimentar. Você pode optar pela tradicional papinha, pela novidade (nem tanta assim) chamada BLW ou por alguma outra variação. Como esse post já ficou grande demais, vou deixar o assunto para o da semana que vem!

Chegou até aqui? Fico muito feliz! O texto ficou meio grande, mas espero que tenha servido para te ajudar em algo. Passou por alguma dificuldade na fase de introdução alimentar? Compartilha aqui comigo :).

Anúncios

Autor: Alberto Souza

Desenvolvedor e Instrutor pela Caelum.

Uma consideração sobre “Hora do rango, é mesmo a hora mais feliz?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s