A hora do sono – Parte 2

No post sobre sono da semana anterior eu fiquei concentrado nas sonecas que o bebê pode tirar durante o dia. Quando Betinho nasceu, eu pensei: ele pode até não dormir muito durante o dia, mas pelo amor de deus, seria bom que ele dormisse durante a noite :). Para a minha sorte e de Larissa, Betinho conseguiu uma rotina legal de sono a noite e é sobre isso que quero falar no post de hoje.

Como Osni, um amigo meu de São Paulo, comentou no facebook, o sono é uma das coisas que mais nos falam durante a gravidez. Então uma pergunta natural é: o que fazer para meu filho(a) dormir bem a noite? Talvez a resposta mais comum é que isso está associado puramente à sorte. Quem nunca ouviu a frase: dei sorte, meu filho dorme a noite toda. Ou também o contrário: já tem 6 meses que eu não durmo, pareço um zumbi. Você pode até contar com a ajuda da sorte, mas pela minha experiência de 10 meses, existem alguns outros fatores envolvidos.

A primeira coisa é o que já comentei na primeira parte do post, uma rotina de sono ajuda bastante. O livro da encantadora fala muito sobre isso, aqui em casa tentamos seguir sempre. O nosso passo a passo para ele chegar no primeiro sono da noite é:

  1. Jantar
  2. Banho
  3. Ida para o quarto com alguma leitura
  4. Espera de algum sinal de sono(choradinha, bocejo…)
  5. Encerra a leitura, deita ele e coloca a música
  6. Espera a mágica acontecer

Fazemos isso todos os dias, quase como uma religião :). Os bebês, assim como a maioria de nós, gostam de saber o que vai acontecer. Por esse motivo a rotina é tão importante.

Uma outra dica da encantadora que seguimos até hoje. Esse primeiro sono de Betinho ocorre por volta das 21 horas. As 23, fazemos mais uma mamadeira e damos para ele, dormindo mesmo. Essa é aquela mamadeira (pode ser peito também) para deixar ele abastecido a noite toda. A encantadora chama de mamada dos sonhos!

Um terceiro ponto, que também considero bem relevante. O seu filho(a) vai se mexer durante a noite! Por mais que nossos instintos digam para ir lá correndo e já pegar nele, a gente tenta se controlar. Aparentemente, os bebês passam quase metade do sono deles sonhando. Aqui em casa, minha mãe não acreditou muito quando eu falei isso, mas os estudos dizem que é verdade :). E quando os sonhos estão rolando, eles se mexem! Eles também podem se movimentar apenas para se arrumar. Minha dica é que você espere antes de agir. Mesmo se tiver um chorinho, aquele de 15 segundos, espere. Fique tranquilo, não sou a favor de deixar o bebê chorando por muito tempo e nem de nenhuma técnica relacionada a isso.

Acho que essas são as coisas que eu tinha para falar sobre o sono noturno, aquele que mantém nossa vida, e a do nosso filho, funcionando com gás e com bom humor. Claro que outros problemas podem acontecer, por exemplo o seu filho pode ficar com medo de dormir sozinho por algum motivo. Semana que vem eu volto aqui contando como eu e Larissa passamos por isso.

Como eu não desisto nunca, se você tem uma história para compartilhar, deixa um comentário :).

 

Anúncios

Autor: Alberto Souza

Desenvolvedor e Instrutor pela Caelum.

3 comentários em “A hora do sono – Parte 2”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s